segunda-feira, 27 de junho de 2011



O OM é o som do universo e a semente que "fecunda" os outros mantras,
formado pelo ditongo das vogais a e u, e a nasalização

representada pela letra m (AUM).


domingo, 26 de junho de 2011

SÓ SAUDADE

Emociono-me com as musicas
Não por que elas sejam tocantes,
Sensíveis, melancólicas, tristes,
Emocionantes, saudosistas, provocantes
Significativas, lindas, imaginativas,
Mas, por que não há mais ninguém...
Só saudade...

Vera Celms

Licença Creative Commons
A obra SÓ SAUDADE de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

domingo, 19 de junho de 2011

AMADO DA BALADA

Ela amava Ele,
Que amava a outra,
Que outro azarava
Que só queria com Ela ficar
Ela nem sabia que o Outro existia
Mas aí na balada,
Sob a luz estroboscópica
Não fugiu de o Outro beijar
Quando chegou em casa
Sentia-se inconformada
Traíra Ele, seu grande amor
Mas Ele não sabia de nada
E na mesma balada
Como a Outra não se manifestava,
Beijou a amiga dEla,
Que ficou por Ele, também apaixonada
Agora era Ela e a amiga dEla
As duas apaixonadas por Ele
Que ainda não sabe de nada...

Vera Celms

Licença Creative Commons
A obra O AMADO DA BALADA de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

JOÃO DE MARIA E MARIAS


Conquistei o coração dele!
Feliz, Maria esperava-o passar na estrada
Como um relógio
O carro lá passava
E seu peito se acalmava
Sabendo que ele ia trabalhar
Todo dia era dia pra Maria
Todo dia era dia de esperar
Passava João e acenava com a mão
De segunda a sexta feira aquecia o coração
Sábado era dia de festa, era dia de bailão
Domingo dia de missa, todo mundo pedindo perdão
Só que nesse domingo ele não foi a missa não
Mas passou a tarde na praça com Rosinha pela mão
Maria não se conformava
Se não tivesse visto, não acreditava
João que se dizia apaixonado
Não passava de um safado
E o coração que Maria conquistara
Que Rosinha usava, já era de Lucimara
E com Tereza já há muito se casara
João não tinha galardão
E Maria que não sabia
Triste se pôs a chorar
Dia ia, dia vinha,
João voltou a Maria procurar
E Maria que não era boba,
Mandou João passear...

Vera Celms

Licença Creative Commons
A obra JOÃO DE MARIA E MARIAS de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

domingo, 5 de junho de 2011

ÊXTASE RIMADO

Rimar meu êxtase com o teu

É jogo perigoso

Devíamos ensaiar

Até que acontecesse

Numa só voz,

No mesmo tom

As palavras que a gente inventou pra amar

Até lá, doerão todas as tentativas

Palavras novas virão,

que nem saberemos o que são

Imitaremos sons estranhos

Cantaremos e falaremos em idiomas,

que nunca nem ouvimos falar

Imaginaremos rostos

Inventaremos formulas

Criaremos mapas,

De caminhos e de tesouros

Encontraremos piratas pela viagem

Fantasmas assustadores

Rotas de fuga

Portas de entrada

Tapetes vermelhos

Musica na chegada

Violinos, harpas,

Melhor ensaiarmos mais,

Afinal, rimar nosso êxtase,

Parece mesmo perigoso...


Vera Celms

Licença Creative Commons
A obra ÊXTASE RIMADO de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.