domingo, 30 de outubro de 2011

MINHAS BRUXAS

As conheço bem,
Todas elas gostam de agrados,
Adoram maçãs,
Cravos e canela...
Sentam lá fora,
Esperando as luzes da noite
Rindo e fazendo festa
Gargalhando entre si,
Tramam pantomimas
Essas minhas meninas
São lindas, são puras, sensuais,
Temperamentais
Não se deixam ferir
Não atacam gratuitamente
Não xingam, não mentem
Dançam junto a fogueira
Louvam os elementais
Saúdam a Deusa...
Saem e voltam quando querem
A porta jamais se fecha,
A passagem permanece livre
Espie, pisque, confraternize
Convide-as a dançar,
Como bailam, minhas meninas
Brincalhonas,
Não ralham, não gritam,
Não fazem reveses gratuitos,
Boas ouvintes, reativas,
Boas amantes, sedutoras,
Cheias de luz, cheias de si,
Prontas para o ato,
Prontas para a vida,
Prontas pra reinventar,
Ah, minhas deliciosas bruxas...

Vera Celms

Licença Creative Commons
O trabalho MINHAS BRUXAS de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

Um comentário:

  1. bruxa sou por dentro de mim,por um tipo de aspecto. as vezes transparece outras consigo evitar,enganar as pessoas ou a mim msma.

    ResponderExcluir

O que achou?