domingo, 30 de setembro de 2012

CORAÇÃO PRIMAVERADO





Ontem, apesar da alta temperatura
Era inverno
Não nevou, nem sequer esfriou
Mas era gelado meu coração
A sua ausência era algoz
Acordei nesta manhã
Senti um sutil contato seu
na fronha que, teimosa, guardou seu cheiro
Abracei o travesseiro depressa
Como se seu corpo fosse
E com o nariz colado a fronha
Suspirei longamente
Imediatamente,
Ainda que por um instante
Meu coração PRIMAVEROU...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho CORAÇÃO PRIMAVERADO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?