domingo, 28 de outubro de 2012

UIVAGEM





Viagem só possível a quem ama...
A poemas invisíveis,
A viagens transcendentais,
A encarnados desencarnes
que se mantém vivos,
enquanto a alma loba uiva sozinha
pra lua, para o vento, pra Deus
procurando o ser amado,
pedindo passagem sempre

Vera Celms

domingo, 21 de outubro de 2012

OUTUBRO







A primavera mal começava,
Nem todas as borboletas acharam o caminho,
Nem todas as cores amadureceram ainda,
E aquela que foi sogra de novo aniversariou,
Um padrinho antes,
E os políticos já indignaram o povo,
E o povo já se anunciou ludibriado,
ou iludido,
esperançoso quem sabe,
Então vem as crianças,
De mão com a Madre Santíssima,
Comemoro então um filho,
Peso ideal de um lado da balança,
Nem todos os pássaros foram avisados,
A primavera corre solta...
Dança livre,
A dama perfumada e colorida,
Vestida de branco,
Com nuvens espalhadas pelos cabelos,
Sob o holofote solar,
Musica no ar,
De tanta felicidade da natureza,
O dia fica mais longo,
A brisa mais fresca
Este ano ainda, é OUTUBRO ROSA
Afinal, entre indignações e comemorações,
Outubro será encerrado pelas Bruxas,
Como há muito tempo,
Como sempre...
Correndo leves em torno do fogo,
Lindas, femininas, iluminadas,
Com flores nos cabelos,
Com a cabeça nas nuvens,
Como a primavera,
Tão lindas... tão encantadoras...
Saudando, venerando a Deusa...

Vera Celms

domingo, 14 de outubro de 2012

PORTA RETRATOS ANTIGO






Não vou te perguntar onde esteve,

Não quero saber quem ocupou meu lugar

enquanto estive distante

Quero saber de ti...

Quem é você agora

Que reencontrou pelo caminho minha imagem

Como um antigo porta retratos

Deixado no aparador atrás do sofá

Estive distante tanto tempo,

Que nem me lembro de que lado vem o vento

Janela aberta para onde?

Porque me observas como se o tempo não tivesse passado

Como se o passado não fosse história

Como se as lembranças não trouxessem mais lembranças

Como se tudo não fosse nada

Então me diga, quem é você?



Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho PORTA RETRATOS ANTIGO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif

sábado, 13 de outubro de 2012

Renato Teixeira - Romaria


ABBA - The Winner Takes It All (1980) HD


Elton John - Sacrifice (Tradução)


Elton john - You gotta love someone (tradução e legenda)


MAGGIE MACNEAL - WHEN YOU'RE GONE


Kate Bush - Wuthering Heights (Morro dos Ventos Uivantes) -


Century - Lover Why - Tradução


domingo, 7 de outubro de 2012

ALFORRIA ÍNTIMA




Ontem te queria tanto
Tanto te procurei e não te encontrei
Todas as desculpas em que pude pensar
Ficaram pra você
Escondi minha expectativa
Engoli minha ansiedade
Sufoquei minha saudade
Tornei-me dependente do teu amor
E você jamais soube
Vivi na sombra da tua lembrança
Aguardei todos os dias a tua chegada
Mentia a todos sobre a verdade
De repente, sozinho e triste você voltou
Procurando consolo no meu ombro
Acho que depois de tanto tempo
Aprendi que o que te traz de volta é a dor...
Sei que partirá depois de curada
Desta vez me imponho, te encaro e digo não
Sigo sozinha
Finalmente de você independente...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho ALFORRIA ÍNTIMA de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.