domingo, 9 de dezembro de 2012

SIMPLESMENTE, SUA


Muito além do amor
Vem a necessidade de ser:
A primeira lembrança ao despertar
E a ultima antes de adormecer
A primeira imagem que se forma atrás da sua retina
E a única que procura ao abrir a cortina
A saudade que chega quando
acabo de dobrar a esquina
A vontade de voltar, quando nem partiu
A vontade de abraçar
De beijar, de estreitar e permanecer
De não questionar,
De não entristecer,
De não descuidar
A necessidade de ser o pensamento mais freqüente
E o mais veloz também, ao chegar
E o mais resistente, em sair
O mais teimoso, que volta e volta de novo
Não adianta nem tentar
Pois ainda que tente me expulsar da sua vida,
É contigo que eu quero estar
E é por ti, que eu quero ser,
Muito além de todo o amor,
Pra sempre sua... simplesmente, sua...

Vera Celms

Licença Creative Commons
O trabalho SIMPLESMENTE, SUA de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?