domingo, 3 de fevereiro de 2013

CICATRIZES





Preciso de cada uma das minhas cicatrizes
Pra contar o tempo que tive de mim
Para conseguir olhar pra trás
e fotografar os caminhos,
por onde andei, tropecei,
caí e levantei...
Pra contar quanto de mim ficou por estes caminhos
Vou contar por onde passei
Vou contar como andei
Quantos atalhos descobri ou inventei
Quantas picadas tive de abrir,
com as mãos nuas,
- hoje calejadas e enrugadas
Vou, enfim, depor em favor de mim
Declarar que as minhas cicatrizes,
são todas reais e ainda sensíveis ao toque,
Todas minhas, enraizadas e aparentes,
Não as tatuei na pele,
Tenho-as todas,
São troféus da minha vida...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho CICATRIZES de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?