domingo, 11 de agosto de 2013

JOGUE O LAÇO





Sabe de mim, o que nem mesmo eu sei
Me conhece pelos feromônios,
que me antecedem, diante de ti
Sabe dos meus gostos
Das minhas aversões
Sabe quem um dia fui
E agora, quem sou
Sabes até que te quero,
E porque não vou
Sabe como me agradar
E como me afastar
Mexes com minha libido
E com minhas reações todas
Daquilo que não havia certeza, contei
Me conheces no ser e no querer
E até no não querer
Sabe onde me fecho,
Sabe onde me abro,
Sabe o que evito,
E onde me lanço
Sabe em que temperatura fervo
E onde gelo
Reconhece cada um dos meus pontos
Sabe onde me pegar
E por onde me soltar
Sabes que me quer,
E que não tem por onde fugir
Se sabes que, inevitavelmente, nos enroscaremos,
Jogue o laço...

Vera Celms

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?