domingo, 26 de janeiro de 2014

PROCURAMO-NOS







Que mulher não gosta de flores?

se é de flores feita sua capa,

sua pele, sua sílaba, sua saliva...

Se ao me conhecer

nascerem gotas de chuva, de orvalho ou de lagrimas em ti...

renda-se a emoção... solte-se... viaje...

Minha estação só dá voz a sutis declarações,

Meu dial, é sintonizado sempre na mesma estação:  futuro...

O agora da nossa história, só se dará a conhecer um dia...

Já  como passado, a rememorar

Nunca  vi cores em sua pele...

Nem  perguntei se me viste tão alva quanto sou...

Vi em tuas palavras, beleza e ternura

Na grinalda, florescida no nosso amor...

depositarei o azul dos meus olhos, enternecidos e apaixonados,

perfumando suas manhãs e tardes

Sou sol, que não arde só

Sou  luz,  que a tua alma procura

Sou eu que estou aqui...

Sou chama  que não treme...

Ardente, poso o meu no teu brilho ...

e minh`alma na tua alma...

Na caminhada  para o futuro, seremos um...

Afinal, a solidão e a saudade, criam fantasmas em cativeiro

E os alimentam de silencio

Somos vida em movimento,

E desejo, em profusão...



Vera Celms
Licença Creative Commons
PROCURAMO-NOS de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

2 comentários:

  1. Bom dia Vera. mui belo seu poema, " que mulher não gosta de flores", lirismo e talento em seus versos@ Adorei!Bjs e obrigada por seguir meu blog.

    ResponderExcluir
  2. Cara amiga... obrigado por sua visita e suas palavras... beijo de VC...

    ResponderExcluir

O que achou?