domingo, 23 de fevereiro de 2014

SEGUINDO SÓ





Conquistei um lugar, um canto,
Ao longo da vida, tão meu,
Tantas foram as tardes,
Algumas as noites,
Em que pensei, em que sofri,
Em que jurei não mais me entregar
Neste canto, tenho a mim como companhia
Minha solidão, minha amiga,
Não me tire daqui,
se em troca, não puder me oferecer companhia,
Não interfira no meu silencio,
se não puder suportar meu barulho...
Neste meu canto, ninguém entra sem convite,
Ninguém sai, sem que eu queira,
Ninguém é parte,
Ninguém é mais que eu,
Nesse meu canto, lugar conquistado,
Nem convite é garantia de permanência,
Nem vontade é motivo para deserção,
Conquiste-me, e seremos dois
Do contrário, seguirei sozinha,
No meu canto...

Vera Celms
Licença Creative Commons
SEGUINDO SÓ de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

QUANDO A CHUVA CHEGAR






 imagem colhida na Internet

Quando a chuva chegar,
Prometo me sentar junto a janela,
Com o olhar perdido no horizonte
Esperando a chuva virar tempestade
E ofegar com a ventania,
E sentir aquela eterna emoção,
com gosto de medo,
que trago desde a infância,
Prometo me preparar para o susto,
no momento do trovão,
e, invariavelmente, assustar...
Posar, como fã absoluta de temporais,
atemporalmente,
Quando a chuva chegar, prometo vibrar,
pela precedente escuridão, durante o dia...
Torcendo para que demore a passar,
Prometo, usar o “dia chato”, como dia perfeito,
e fazer todas as coisas,
que procrastinei, durante os “bons dias”,
Sempre fui apaixonada por dias nublados,
De frio ameno,
Com chuva iminente,
Cujo vento, venha pronto,
a descabelar a natureza e o cenário,
deixando um sabor pós orgástico, de missão cumprida,
Prometo, quando a chuva chegar,
Me sentar, diante da janela
e sentir a chuva invadindo o ambiente,
molhando o tapete, os móveis, e meu rosto
Como sempre fiz, desde menina,
Inconsequentemente emocionada...

Vera Celms
Licença Creative Commons
QUANDO A CHUVA CHEGAR de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

VIDEO FACEBOOK - GENIAL !!!

https://www.facebook.com/photo.php?v=10152175088626071&l=3034128205290791996

domingo, 2 de fevereiro de 2014

NÃO FORMATADA






Tenho pensamento livre
Nenhuma velha opinião formada,
que não mereça uma repaginada
Meus olhares, contemplam o novo,
o diferente, o incomum,
com a mesma paixão, do que me apraz
Amei muito, larga e profundamente,
mas só a quem conhecia de amor
Posições rígidas, algumas,
Mas, somente as que me impediam de continuar,
por  caminhos que escolhi,
Sou a menina, que cresceu,
Sou a adolescente, que revolucionou
Sou a jovem que viveu, e amadureceu
Sou a mãe, que materializou o sonho
Fugitiva de algemas e grilhões,
Rasguei todos os rótulos
Me lancei a vida,
Conhecedora de alternativas e consequências,
Coragem, escudo próprio,
Desbravei novos mundos,
Abri clareiras,
Desenhei a mão, caminhos meus,
Dona de meus desejos, quereres, e bem-quereres
Dei a mim, o direito dos nãos,
O prazer da reflexão produtiva
E a dádiva do sim consentido
Não me arrependo, senão do que, e só, por cautela,
deixei de experimentar
Medos, sim,
Claustros sim, sem amputações desnecessárias,
As partes que faltam de mim,
optei em deixar pelo caminho...
Passado: experiências que compõem história
Não bagagem; essa, pesada,
deixou de pesar, quando entendi os porquês,
Ando de cabeça erguida,
ainda que o corpo doa,
Levo a alma leve, pois exerci minhas escolhas,
Deixei pelo caminho, aqueles em quem não senti verdade,
Bati a porta atrás de mim,
Prendi no salão, tantos fantasmas,
A chave, tenho-a  ao alcance só da mão,
Um dia, talvez solte a todos,
Mas, só no momento derradeiro,
Quando não mais puder ouvi-los,
Quando não mais puderem me assombrar,
Então, o fantasma serei eu; crível...
Talvez comande essa legião até lugares seguros,
Onde aqueles que me foram caros,
Contarão a eles, quem fui:  alma lavada, a caminho da luz...
Só precisarei de Deus... bem aqui dentro...

Vera Celms
Licença Creative Commons
NÃO FORMATADA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.