segunda-feira, 5 de maio de 2014

NENHUM BEIJO





Nenhum beijo,
Jamais poderá ser igual aquele,
São fortes sensações
Atração indomável,
Nossas bocas sedentas,
Nossos corpos vibrantes, plena emoção...
E hoje, o que era tão forte,
Já é uma insuportável saudade,
E muito doce lembrança,
Cedendo espaço ao amargor da distancia...
Olho pra trás e vejo você,
Fecho os olhos e sinto você,
Não quero ser parceira desta solidão,
Quero começar de novo,
Pelo toque da mão
Pelo beijo
Quero de novo a emoção...

Vera Celms
Licença Creative Commons
NENHUM BEIJO de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?