domingo, 20 de julho de 2014

ENCONTRO DE RUA





Vivi uma vida inteira
Não sei quem é você
Não sei de onde vem
Nem o que quer de mim
Faz-me sonhar
Recordar tempos antigos,
Tanto tempo !
Emoções que não são tuas
Situações que não viveu
Mas, como se lá estivesse,
Faz-me recordar, reviver,
Abraço-te, como se a outro abraçasse,
Beijo-te, como se te quisesse sempre
Deixo que me toque, como se fora sempre tua...
E nosso amor, é encontro de rua
Acaso, que não se conta e não se explica
Espero-te como se tivesse certezas,
Sem mais tê-lo visto antes,
Sei-te meu,
E não é posse, é destino,
Caso do acaso,
Não espero que me conte nada,
Também não há o que te possa contar,
Sabemos tudo a nosso respeito,
Sem jamais termos nos visto
Não sei aonde, mas em algum lugar estava escrito

Vera Celms
Licença Creative Commons
ENCONTRO DE RUA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?