domingo, 28 de setembro de 2014

PERDIDA





Perdi amores,
Chaves, senhas, horas,
Perdi alguns dias,
Vários anos, na tentativa vã de viver,
Teria bastado ser feliz,
Mas quem busca felicidade,
talvez queira perfeição...
Perdi oportunidades,
de dizer o que pensava,
de ficar calada, quando provocada...
Perdi o costume de pedir opiniões,
depois de negativas demais
Perdi a vontade de dar satisfações,
depois de castrada, cerceada,
Perdi a conta, de quanto perdi por tão pouco,
Perdi a noção do tempo,
Perdi o brilho do olhar, acostumada a escuridão,
Perdi o hábito de sorrir,
O gosto por coisas demais,
Perdi a mão da magia, e talvez do sal,
Perdi a graça toda,
Perdi o faro, o rastro,
Perdi o fio da meada,
A paciência, a calma, o equilíbrio,
Tempo demais...
Perdi o ultimo trem,
Perdi a saúde, ganhei peso,
Perdi a forma, a linha,
Perdi amores, por não serem meus,
Perdi a confiança,
Perdi a direção...
Perdi o emprego, muito dinheiro,
Só não perdi a fé,
... reconstruirei tudo ...

Vera CelmsLicença Creative Commons
PERDIDA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

ME AMANHEÇA





Se achegue em concha,
Beija minha nuca,
Sorve meu cheiro,
e me tome sua...
Me ama no raiar do dia,
Me amanheça

Vera Celms


O trabalho ME AMANHEÇA de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não

domingo, 14 de setembro de 2014

CAUTELOSA





É chegada a hora
Olhar com olhos de verdade,
ou de promessa
Sentir o que é real
Sofrer com o horror
Fugir daquele que te faz mal
A sombra é ruim, só pra quem tem frio
E o acostamento pode ser lugar seguro
Ou fugimos do incerto,
Ou nos escondemos do suspeito
Pode ser monótona,
mas, tão segura é a mansidão,
O estampido pode vir de qualquer lugar,
Melhor estar aqui
Distante das mentiras, das enganações,
No escuro, todo gato parece pardo
E pode ser filhote feroz de uma fera
Cautela, é proteção,
ou só preservação, mas ajuda...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho CAUTELOSA de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

BeeGees - "One" - TV Show

BEE GEES - WORDS (SPIRITS) 1979

domingo, 7 de setembro de 2014

INFELIZ





Te ofereci meus sonhos,
Planos, projetos, atenção,
Quis dividir contigo, a vida,
Todos os momentos,
Meus abraços, meus afagos, minha lascívia,
Ofereci ombro, peito, colo,
Estendi rejeitada mão,
Engoli todas as lágrimas,
Fiz brotar todo sorriso,
Caminhei leve e faceira ao lado teu,
Permiti voltas e voltas ao relógio, contigo
Ouvi lamurias, aventuras,
Declarações de solidão, infortúnio, desespero,
E era eu quem te abraçava feliz, a cada regresso,
Dispus do meu quarto, da minha cama, do meu sossego,
E tudo o que queria de mim, era raso prazer,
Furtivos momentos lascivos, lamuriosos,
Te ofereci toda uma vida,
Colheu de mim, poucos momentos,
E infeliz, seguiu...
... como sempre foi...

Vera Celms
Licença Creative Commons
INFELIZ de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.