segunda-feira, 6 de outubro de 2014

CERTEZAS





Eu sabia o que fazer com a vida,
Trouxe tudo tão planejado,
Tudo tão ensaiado,
Cá comigo...
Não precisei falar diante do espelho,
Não precisei decorar nada,
Mas disse tudo...
Meus devaneios todos,
Meus sonhos todos completos,
Sabia exatamente como me comportar,
E como não me comportar também,
Então, olho pra você, e não entendo mais nada,
Pra onde foram todos os planos?
O que houve com todas as certezas?
Bastou você me sorrir,
Dizer meia dúzia de palavras sedutoras,
Enlaçar minha cintura,
Puxando-me pela nuca pra um beijo,
E tudo saiu do lugar,
Saiu voando, de órbita, da razão,
Nem sei mais pra onde vou, 
se você não estiver lá...

Vera Celms
Licença Creative Commons
CERTEZAS de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?