terça-feira, 10 de maio de 2016

AQUELA CASA





Olhando bem,
Aquela casa já foi minha,
Ali acomodei meus pensamentos,
que me faziam companhia nas
madrugadas insones
Ali, escondi meus desejos secretos -
ainda que os espiasse atrás das cortinas -
E selei com silentes palavras cortantes
Sepultei as esperanças,
Imobilizei algumas iniciativas
Ali, muito trabalhei,
e também me deprimi duramente
Vivia comigo um inimigo,
que tentou frustrar um filho meu,
Lutei como uma loba,
ainda que desmoronasse ocultamente
Noites insones
Dias na penumbra do quarto, sem descanso
Olhando bem,
Aquela casa já foi minha
Reconheci pela minha historia,
pairando sobre ela,  livre e leve,
Solta, bailando nas alturas,
contando que agora, é que sou feliz !!!

Vera Celms
Licença Creative Commons
AQUELA CASA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?