segunda-feira, 17 de julho de 2017

CLARA LUZ





Sou noturna
Minha luz se acende
quando a cidade apaga
Fazem-me par,
janelas isoladas – reais ou não -
Insones,
Solitárias
Contadas a dedo na madrugada
Contadores de historias
Colecionadores do tempo
Conspiradores
Desesperados
(in)Conformados
Desenformados
Assumidos
Moradores da alta noite
Fantasmas, vampiros, bruxas e fadas
Sacis, pirilampos, vagalumes e sapos
Não há cantos na madrugada,
Tudo é um eterno redondo,
Uma praça,
Um retorno
Um largo,
Ir e voltar, duas mãos na mesma via
Dois passos no mesmo pé
Minha luz é clara,
Noite enluarada...

Vera Celms
Licença Creative Commons
CLARA LUZ de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?