domingo, 2 de julho de 2017

EPÍLOGO DE QUASE ONTEM





A história foi escrita
O epilogo data de quase ontem,
Doçuras, alegrias, felicidade,
Ranços, azedumes, duras constatações
Uma vida inteira pra entender,
palavras demais foram ditas
Entendida a vida: tão pouco a perceber,
palavras demais deixadas pra lá
Cochichos, olhares insinuantes,
Firme abraço, puro embaraço,
Tanto a dizer, mas as palavras ficaram ralas,
delicadas, vazadas,
Fina teia rendada, dura, resistente
Muito a dizer,
Tanto por dizer
A herança ficou viva, sem recursos
Balanço amarrado, interditado por toda a vida
Laço rompido,
agora despencado sobre nossas cabeças,
encolhido em nosso colo
Sem caminhos,
Sem visão
Sem vontade
Depois do epílogo, de quase ontem,
A historia passada a limpo
Enredo previsível, previsto, consumado
Seguimos, tentando ainda, desatar os nós

Vera Celms
Licença Creative Commons
EPÍLOGO DE QUASE ONTEM de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?